Negócios de Impacto Social “Regenerativos”
Negócios de Impacto Social “Regenerativos”

Negócios de Impacto Social “Regenerativos”

Negócios apostam no conceito de floresta em pé na Amazônia e na Mata Atlântica

 

A ideia que permeia os negócios de impacto social é a de que eles sejam financeiramente autossuficientes: a empresa deve conseguir cobrir seus custos e gerar receita para o investimento no próprio negócio, sem, necessariamente, repartir dividendos entre os proprietários/ investidores, o que não impede que remunerações sejam pagas. É, pois, a sustentabilidade, em suas várias dimensões, a medida de aferição de sucesso do negócio: ou seja, é o impacto sobre as pessoas e o meio ambiente a medida do seu acerto, o que dependerá, esclarece Yunus, de instituições que o tornem visíveis no mercado, além de agências de avaliação e ferramentas de aferição de impacto social, com o fim de se verificar que tipo de retorno está trazendo o negócio e como se pode fomentar os investimentos na empresa (inclusive feitos por empresas tradicionais). (STEPHAN, 2015)

 

https://www1.folha.uol.com.br/mpme/2022/05/negocios-apostam-no-conceito-de-floresta-em-pe-na-amazonia-e-na-mata-atlantica.shtml

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.